A criação dos filhos

Há um propósito divino para cada criança que vem ao mundo. Apesar da nossa capacidade auto-reprodutora, sem dívida, a mão do Senhor se faz presente em cada concepção.

(Os teus olhos viram o meu corpo ainda informe, e no teu livro todas as coisas foram escritas, as quais iam sendo dia a dia formadas, quando nem ainda uma delas havia-Salmo 139.16)

1 • Herança do Senhor

O nosso conhecimento de que há um propósito divino para a vida de cada pessoa é ampliado quando descobrimos na Bíblia a declaração de que os filhos são herança do Senhor.

(Eis que os filhos são herança do Senhor, e o fruto de ventre, o seu galardão -Salmo 127.3)

Percebemos assim a grande responsabilidade na criação dos filhos que Deus nos concedeu, pois estamos cuidando não somente dos nossos filhos, mas da herança do Senhor.

A Palavra nos orienta sobre o modo correto de cria-los:

(Instrui o menino no caminho em que deve andar, e, até quando envelhecer, não se desviará dele-Provérbios 22.6)

2 • Disciplina

Há dois extremos que envolvem a disciplina, há quem viva espancado os filhos, o que produz rancor, ódio e outros traumas, por outro lado, há pais que deixam os filhos fazerem o que quiserem, seguem orientações que ensinam que o melhor caminho para a educação dos filhos é a liberdade total, porém, quando os filhos não recebem limites, ao tornarem-se adultos, além de já terem dado aos pais toda a espécie de aborrecimentos, amargarão dias difíceis, pois não foram preparadas para a vida.

Seguir o método de Deus na criação dos filhos é o melhor. Trocar a sabedoria do Senhor pelos conceitos dos homens é enveredar por um caminho de sofrimentos.

3 • Nosso modo de viver- a melhor lição

Invariavelmente, os pais ditarão aos filhos a maneira de viver, não só pelo que falam ou tentam impor à prole, mas pelo modo como vivem. Os pais cristãos têm a obrigação de viver piedosamente, de praticar a Palavra, afinal, todos nós somos cartas vivas, lidas por todos, primeiramente por nossos filhos. Nós somos os seus mestres, se nós mesmos não vivermos de acordo com as orientações bíblicas, eles constatarão que não há sinceridade em nós, e instintivamente, recusar-se-ão a seguir os nossos conselhos, mas seguirão os nossos passos.

(Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós e escrita não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração-2 Coríntios 3.3).

Vemos cada criança como indivíduo de infinito valor, feita à imagem de Deus e digna de nosso respeito. Vemos cada criança como plena, pronta a ser cultivada, inspirada, consagrada e instruída, ao invés de as vermos vazias, servindo apenas para serem estimuladas, motivadas, aculturadas ou doutrinadas. (Carol Adams)

Veronica Santos Marconi
Pedagoga
Mestre em Educação Cristã pela FCU-Flórida Christian University
Diretora Geral IAVEC

Educação Infantil

Educação Infantil

A Educação Infantil é uma fase importante para a formação do caráter, na constituição do sujeito, no autoconceito, nos valores que vão sustentar as opções e decisões ao longo da vida.

Saiba Mais
Ensino Fundamental I

Ensino Fundamental I

Aproximadamente dos 6 anos de idade já encontra-se pronto 90% do desenvolvimento físico do cérebro. A partir do 1º ano do Ensino Fundamental a criança já está preparada para receber uma quantidade bem maior de informações.

Saiba Mais
Ensino Fundamental II

Ensino Fundamental II

É uma fase onde não necessitam mais das fantasias para considerar problemas e situações. Desenvolve a habilidade de abranger conteúdos puramente abstratos, como elevados conceitos matemáticos e filosóficos.

Saiba Mais
Ensino Médio

Ensino Médio

O Ensino Médio representa a etapa final da Educação Básica no Brasil. No IAVEC o Ensino Médio tem duração mínima de três anos e visa à formação do educando nos aspectos acadêmico, social, ético, físico e espiritual.

Saiba Mais

7 Princípios

Mordomia União Soberania Carater Individualidade Auto Governo Semeadura e Colheita

Escola Associada

Logos Associados