Educação por Princípios – História Providencial

Em 1620 um grupo de famílias de puritanos deixou a Inglaterra em busca de uma nova terra na qual pudessem educar seus filhos e construir uma sociedade pautada em princípios bíblicos (educação por princípios), visto que o rei Tiago I, da Inglaterra passou a perseguir os cristãos reformados.

O grupo foi para a Holanda sob a liderança de Robert Browne. Por encontrarem um contexto de pluralismo holandês, os puritanos temiam que seus filhos se tornassem secularistas. Por este motivo, o grupo migrou para a América, conhecida como Novo Mundo.  Embarcando no navio chamado Mayflower, 102 separatistas ingleses que haviam voltado por um breve período para a Inglaterra rumaram para o porto de Plymouth.

Educação por Princípios

O grupo enfrentou uma grande tempestade e aportou em Massachussetts, ao invés de aportar na Virgínia, que era o local planejado. Reunidos no navio, 41 homens assinaram o Pacto de Mayflower, concordando que a nova colônia teria como objetivo existir para a glória de Deus e para propagar o Evangelho de Jesus. Essa colônia fundada sob princípios bíblicos deu origem à história Providencial dos EUA.

As crianças educadas por estas famílias cresceram e influenciaram a história dos EUA, escrevendo a primeira Constituição da nação. Eles e outros cristãos protestantes fundaram escolas e as primeiras universidades americanas, como Harvard, entre outras. Trezentos anos depois, Rosalie Slater e Verna Hall pesquisaram documentos originais produzidos pelos peregrinos e seus descendentes e criaram a Abordagem Educacional chamada de Principle Approach, conhecida no Brasil como Educação Por Princípios, trazida a nossa nação por Cida Mattar, Ana Beatriz e Roberto Rinaldi.

Que alegria e responsabilidade fazer parte dessa história ensinando aos nossos filhos, estes mesmos princípios!